Atrás de um grande time, uma torcida acesa

O dia tá lindo. O time tá embalado. E uma vitória hoje nos deixa em primeiro no grupo e com vantagens para as próximas fases.

Independente do Strongest só ter vencido suas partidas na altitude da Bolívia, os caras vão dar a vida em campo, pois estão em segundo no grupo e precisam fazer pontos sob pena de perderem a vaga para o Emelec.

O jogo não está ganho. Nós não vencemos por decreto e vamos precisar de todos os esforços e reforços pra ganharmos hoje.

Além do time que ganhou contra La U, com a única mudança na entrada de Paulão no lugar de Alan Costa, o Inter também vai precisar contar com a torcida.

Sim, os felizardos, abençoados e sortudos que puderem estar hoje, às 17h30, no Beira Rio, vão ter que fazer mais do que simplesmente torcer. Vão ter que jogar junto com o time.

Sem muxoxo, sem reclamaçãozinha, sem chiliquinho caso o jogo se mostre difícil. Estamos vivendo nossa primeira decisão na semana e, se você pensa que o jogo é uma barbada, que vai virar em cinco e terminar em dez, se ligue.

Pode até acontecer. E se realmente acontecer, vai ser também por sua causa. Mais do que nunca, hoje o Inter vai precisar de você apoiando e não acelerando o time.

O negócio é despachar os bolivianos hoje, nos classificarmos bem e esperarmos pelas oitava de final.

E aí, meu amigo, o torneio começa de novo e tudo pode acontecer. Inclusive, o Inter embalar e ser o campeão. Se contar com o seu apoio, é claro.

 

Te dedico, Colorado.

About author

Soletti

Publicitário, gostaria de ter sido congelado na década de 90. Em 42 anos de vida, viveu dois momentos mágicos: o dia 17 de dezembro de 2006 e o choro convulsivo da filha de 5 anos quando foi ameaçada pelo Papai Noel de ganhar uma camiseta do Grêmio no Natal.

47 comments

Deixe uma resposta