Chega de “Tchau, querida!”

1

Acabou o Gauchão. E digo que a euforia da torcida terminou exatamente no momento em que nosso capitão delícia levantou a sexta taça seguida do certame. Bacana. Pior do que ganhar é perder, né, turminha?

Mas, desde domingo, 18h, já estamos olhando pra frente e vislumbrando um campeonato que o Inter não gosta e não sabe disputar. Mas que vai ter que aprender na marra a partir de domingo.

Nós queremos este Brasileiro. Mais do que sulamericana, mais do que Copa do Brasil. Ousaria dizer que até mais do que uma Libertadores.

Chega de começarmos como favoritos e terminarmos sempre no sétimo lugar. Chega de entrarmos de férias já em outubro.

É hora de seguir a “Lei de Paulão” e começar a 200km por hora neste domingo. A ordem é complicadíssima, apesar de simples:

ganhar sempre em casa e conquistar o maior número de pontos fora.

Em condições normais, perder pro Cruzeiro no Mineirão é um resulto aceitável. Empatar com a Chapecoense em casa é inaceitável. A coisa é por aí.

Então, a partir das 18:30 deste domingo, a gente já vai ter uma base se a diretoria e os jogadores querem este campeonato tanto quanto a torcida. Ou se vai ser mais um ano de “queremos este brasileiro” nos microfones e “tenho nojo desse campeonato” em campo.

Que 2016 seja o ano do “Vem querida”.

Estamos de olho.

 

Te dedico, Colorado!

About author

Soletti

Publicitário, gostaria de ter sido congelado na década de 90. Em 42 anos de vida, viveu dois momentos mágicos: o dia 17 de dezembro de 2006 e o choro convulsivo da filha de 5 anos quando foi ameaçada pelo Papai Noel de ganhar uma camiseta do Grêmio no Natal.

1 comment

  1. davi 13 Maio, 2016 at 11:20 Responder

    Soletti, sou fã dos teus comentários. Inteligentes e muito humorados. Mas discordo radicalmente sobre o campeonato brasileiro. Libertadores é a Glória, o êxtase. Ninguém lembra quem foi o último campeão brasileiro. Mas todo mundo lembra do último campeão da Libertadores. E além disso, tem a cereja do bolo: o Mundial Interclubes (causa de profunda dor nos Tricocotas). Muitos colorados que conheço, assim como eu, queremos é vaga para a Libertadores e voltarmos ao Mundial. Se o campeonato brasileiro fosse tão importante para nós, o nome do nosso clube seria Sport Club Nacional. O que realmente importa é a LIBERTADORES, e Mundial. Por isso, nosso clube é o Sport Club Internacional. Abraço. Davi

Deixe uma resposta