De quem é a culpa?

O Colorado não só perdeu, como levou um baile do Atlético Mineiro na noite desta quarta-feira. Porém a derrota foi decretada muito antes da bola rolar, quando a direção acatou o pedido do goleiro Alisson de não atuar por “precisar descansar”. Faltou pulso firme para a direção, talvez pelo motivo de Alisson já estar praticamente negociado com o exterior. A direção ainda estaria tentando, não sei como, sua renovação.

Perder nosso maior diferencial na competição por esse motivo ridículo! Como se ele tivesse corrido o jogo todo pela seleção! Sinceramente não dá para aceitar. Para mim ele quis deixar o maninho jogar. Aliás, Muriel infelizmente não tem condições de fardar no Colorado. Já teve inúmeras chances e sempre toma gol defensável. Ontem, ele foi definitivo para o placar negativo, no gol da vitória do Galo, espalmou uma bola que já estava saindo para a linha de fundo, no pé de Marcos Rocha. Obrigado por tudo, mas que seja feliz em outra equipe.

Outro ponto negativo, e o pior da meia cancha foi Alex. Sem potência e agilidade o Inter sofre na criação das jogadas. Teve que se machucar para o treinador saca-lo do time. Após sua saída o time ganhou em agilidade com Alisson Farias que pede passagem. Faltou pulso firme também ao treinador para escalar os melhores em campo. Denunciei aqui mesmo no Alambrado que a renovação seria danosa para o clube. Ainda tem mais um ano e meio de contrato e seguirá se escalando no “carteirasso”, bloqueando jovens promessas. Eu faria uma estátua para ele no Beira-Rio e que procurasse vida nova em outros clubes.

Outro erro de Argel foi ter colocado Vitinho no banco. Ele vem de grandes atuações tanto no Inter quanto na Seleção Olímpica. É a vez de Lisandro Lopez esperar. O time precisa de juventude e velocidade, já que não tem um meia de ligação e nem um meia goleador.

Após o jogo Argel deu uma entrevista desastrosa dizendo que o Inter jogou de igual para igual com o Galo. Acredito que foi estratégia para tirar o foco dos jogadores. Ou então ele deveria estar com febre. A mesma febre que acometeu o vice de futebol que adora jogar a culpa no treinador anterior e sua comissão técnica.

O técnico Argel tem sua parcela de culpa, mas as coisas no Inter ultimamente são feitas no atropelo. Ao demitir Aguirre, após assistirem a final da Libertadores, nossos dirigentes destruíram com o planejamento do ano. Aliás, nos últimos 5 anos, tirando a temporada de 2014, os dirigentes se esforçam para trocar de treinador de seis em seis meses, não há treinador que aguente! Impossível formar uma equipe campeã com 5 ou 6 meses de trabalho. E pelas informações que chegam, 2016 não vai ser diferente, pois já se fala na troca de Argel por Muricy Ramalho!

Oremos!

About author

Nacarino

Empresário e jornalista formado em 2005. Um apaixonado pelo Sport Club Internacional, pelo futebol Mundial, Churrasco, Mate, Música, Praia, Tecnologia, Fotos, Pescaria, Comidas e muito mais…

12 comments

  1. Bernardo Ferreira 15 outubro, 2015 at 23:38 Responder

    Não adianta técnico novo se a mentalidade é antiga…. Em vez de pagar 400 paus pro Cone Moura, paga pro Alisson e garante um goleiro por 10 anos… Coloca a gurizada pra jogar, o Farias é bom, e vão perder como fizeram com o Lucas Lima… Segura o Dourado, com o que paga pro Juan e Alex… Segura o Valdivia, com que paga pro Dida e Anderson… Já dá meio time…

  2. João Bueno 16 outubro, 2015 at 13:50 Responder

    Acredito no trabalho do Argel. Ele está fazendo um bom trabalho. O que está faltando para o Inter é plantel. Temos que contratar mais jogadores para o ataque. Estamos necessitando urgente de um camisa 10. O Dale e o Alex não conseguem dar resposta satisfatória.

Deixe uma resposta