Inter 1 x 1 Juventude

3

DANILO FERNANDES. Uma baita defesa e uma saída providencial no primeiro tempo. No segundo tempo, duas baitas defesas, uma delas milagrosas. Mas não tem como resistir a uma zaga tão fraca, tão limitada e tão abaixo da história do Inter. NOTA 7

JUNIO. E depois de um longo e tenebroso inverno, depois de ter sido arquivado durante 3 meses sem nenhuma explicação, eis que nosso Falcon made in Jamaica reapareceu no time do Inter. E só pelo fato de estar substituindo o Traíra já mereceria uma nota boa. Mas voltou bem, apoiou médio e defendeu médio. Nada tããããão especial assim. NOTA 5

LÉO ORTIZ. É um dos caras que todo, eu disse todo time já deixa sair jogando porque sabe que dali não vai sair nada. É atrapalhado, estabanado e hoje tava mascando o usual chicletinho sabor merda no gol do Juventude. Não pode jogar nem mesmo neste arremedo de time. É ridículo. NOTA 1

VICTOR CUESTA. É outro que deixam sair jogando à vontade porque até o Péricles Chamusca e o Nuno Leal Maia sabem que não vai conseguir sair com qualidade. É outro que o trem não pega. Tem tamanho, cara e pinta de zagueiro. Mas não é zagueiro. Nem aqui nem na puta que pariu este infeliz. É outro que abusa do ridículo pra jogar bola. NOTA 2

CARLINHOS. No primeiro tempo, sua participação de jogo foi dividida assim: até os quinze minutos duas matadas na canela tipo o tiozão da calça de tergal que tomou todas no domingo e  foi se bobear na pelada entre os mais novos. Depois dos quinze minutos, ele se dedicou a errar passes e armar bons contra ataques pro Juventude. No segundo tempo, se limitou a fazer uns cruzamentos meia bocas que nem um lateral esquerdo do Araribóia faria. NOTA 3

RODRIGO DOURADO. Abaixo, bem abixo do que vinha apresentando. Faltas de guri do Instituto dos Capuccinos, passes errados e trapalhadas. Hoje não foi Falcãozinho. Foi qualquer volante que paga 8 reais pra jogar no HD da Farrapos. NOTA 4

EDENÍLSON. Passou o primeiro tempol inteiro achando que tava jogando contra a Juventus e não o Juventude. Calcanhar, balãozinho, passe de efeito… tuo errado. Ou seja: seguiu à risca o Manual Prático de Irritação. No segundo tempo, limitou-se a errar todos, eu disse todos os passes. NOTA 2

UENDEL POMBINHA. Segue jogando como aquela pombinha lá da frente da prefeitura. Já comeu bagana, chiclete mascado, resto de rato e agora tá toda podre, doente, com o olhinho vidrado e as outras amiguinhas só ficam esperando que ela morra pra terem um jantar suculento. Há muito, mas muito tempo que não vem jogando absolutamente nada. Espero que hoje tenha sido sua última partida como meio campo. Tá na hora de começar a tomar Biotônico Fontoura na veia pra ver se ele se anima. Saiu no intervalo. E já saiu tarde. NOTA 3

D‘ALESSANDRO. É o tipo de cara que, ao final dos jogos, tem que ser colocado de cabeça pra baixo naquela banheira de gelo porque precisa pensar por dez. Sorte que ele é El Cabeçón. E quando nem ele pensa, aí a gente acaba conquistando grandes empates contar estes times ridículos dentro do Beira Rio. NOTA 4

WILLIAM POTTKER. Joga mais afastado da área do que o Aécio Pó de Neves da verdade. Uma cabeçada ridícula e aí se reumiu toda a produção ofensiva dele. Não teve noite de Harry Potter. A noite foi de Genérico barato do Tio Tony. Se não sabe quem é, dá um google. NOTA 2

BURRICO LÓPEZ. É xucro? É. Não pensa? Não. Foi o aluno destacado na escola? Nunca. Mas segundona tem sua boa vontade com xucrice e hoje Nico foi abençoado por ela. Mas sim: continua sendo burrico. Mas é aquilo… na inhaca em que andamos, um gol do Inter é quase como achar um deputado honesto no Brasil. E hoje, ele fez o dele sem ter culpa se os amiguinhos da zaga são Cuesta and Ortiz. NOTA 7

SOMENTE CARLOS. Entrou bem no time. Chegou acordado e, já aos dois minutos, participu da jogada que resultou no gol do Burrico López. Seguiu na intensidade mode “tomei uma injeção de gasolina e tô bem louca” até perder um gol que nem a minha mãe, com os dois joelhos estourados, joanete e problema na coluna, perderia. Foi um dos responsáveis diretos por mais um empate lamentável. É um dos retratos deste time fraco e covardão que a gente tem que aguentar. NOTA 3

SASHA. Um bom defensor. Mas ele tem um nove às costas, certo? Acho que faz um ano que não dea um chute a gol. Jea deveria ter ido embora há muito tempo. NOTA 2

NHONHO FERREIRA. Seguinte, cara: sei que tu começou hoje, mas algumas coisas são muito, mas muito básicas. 1) O artilheiro do Brasileiro passado e do Campeonato Paulista não pode jogar a quilômetros da área, quase como um volante. Isso é primário. 2) Esta zaga jea deu errado o que tinha que dar. Já deveria ter jogado Cuesta e Ortiz pra cima e o que cai primeiro sai pra entrar o Danilo Silva. Não tem muita discussão, certo? 3) Uendel não tá jogando nada na lateral esquerda menos ainda no meio campo. Então, já sabemos que não rola mais ele de titular, ok? 4) E por último, queridão: tu não tava esperando ter um resultado diferente usando o mesmo time do Tonhão, né? Terça já tem o Figueirense e eu espero que tu ponha este time cagalhão a jogar muito mais do que jogou hoje, ok? Tô sendo muito exigente? Bom, cara: bem vindo ao Inter. Se fosse fácil, eu treinaria o time no teu lugar, ok? Vira a chave. Iso aqui não é Bahia, nem Ponte Preta e nem Chapecoense. Começou e começou muito mal. NOTA 2

 

 

 

About author

Soletti

Publicitário, gostaria de ter sido congelado na década de 90. Em 42 anos de vida, viveu dois momentos mágicos: o dia 17 de dezembro de 2006 e o choro convulsivo da filha de 5 anos quando foi ameaçada pelo Papai Noel de ganhar uma camiseta do Grêmio no Natal.

3 comments

  1. Wolfgang Weittefooder 3 junho, 2017 at 21:50 Responder

    Pitacos: Inter 1 x 1 Juventude

    Resumo – resultado injusto. O Juventude merecia ganhar de 3 x 1 no mínimo. O time do Inter piorou muito.

    Danilo Fernandes – o melhor em campo. Isto resume tudo.

    Comportamento – o Inter deu um chute a gol no jogo todo. O gol de Nico. O goleiro só fez intervenções em bolas alçadas na área. Se alguém viu algo diferente disso, então eu devo ter visto outro jogo. O time sofre de um mal que é a covardia no mais vil dos sentidos, ou seja, um time de bosta, que faz um gol e recua como se tivesse jogando contra o maior time do mundo.

    D’Alessandro – bons lançamentos no primeiro tempo e sumiu no segundo tempo. Enquanto tem fôlego, vai e volta, tenta fazer algo diferente, mas não pode mais ficar em campo o tempo todo. No final era menos um em campo. Aí a gente lê na mídia que o Inter está tentando trazer o Alex Santana de volta do Paraná para ser o reserva do D’Alessandro. Aí temos que parar. Este rapaz é uma tartaruga em campo. O Inter não aprende que, quem serve para o Joinville (Anselmo), Paraná, etc não serve para o Inter.

    Beira Rio – virou palco da vergonha. Qualquer time se impõe contra o Inter.

    Lentidão – juro que quase quebrei a TV de tanta raiva de ver aquela lentidão do time. Que coisa nojenta. Um horror. E não me venham que era porque o Juventude estava muito fechado. O time é uma vergonha. Ninguém tem movimentação inteligente.

    Edenilson – voltou a errar passes em profusão.

    Ataque – o ataque do Inter é de chorar. E não é por causa do Nico e do Potker. Ninguém chega de trás. Fica uma luta hercúlea de todos contra um ou dois. Passamos o primeiro tempo todo sem dar um chute a gol.

    Potker – o Alano é o segundo narrador que fala que o Potker é muito forte no cabeceio. No jogo anterior o comentarista do Sportv falou que Potker cansou de fazer gol de cabeça na Ponte Preta. Potker, antes de chegar ao Inter, deu uma entrevista dizendo que o ponto fraco dele é o cabeceio, que nem se lembrava de ter feito algum gol de cabeça. Bem informados os caras que ganham muito bem para só tratar de futebol. Potker disse que gosta de jogar pelo lado, mas vi uma coleção de gols dele no Youtube, todos pelo meio da área. Então, não entendo mais nada. Trazem o cara e o escalam muito mal.

    Zaga – vamos culpar a zaga de novo. É verdade, falhou de novo. Mas, por favor, contem a quantidade de falhas cometidas em cada setor do time. Vão se surpreender que a zaga do Inter é a que menos falha no conjunto. O ataque e o meio perdem bolas em profusão e a bomba estoura na zaga. Podem botar os melhores zagueiros do mundo lá que vai vazar. O time não tem intensidade no meio, as linhas continuam jogando 5km de distâncias uma da outra e os caras ganham milhões e não enxergam nada.

    Decreto – ainda é cedo para decretar, mas vamos comer o pão que o diabo amassou para subir. Acho que ainda vamos trocar de técnico mais uma vez até o fim de Série B. Espero estar redondamente enganado. Não há como julgar Guto por um jogo. Meu estado de espírito é de desânimo total com o elenco.

    Elenco x Time – elenco bom ganha campeonato, time bom ganha jogo. O Elenco do Palmeiras é o melhor do Brasil, mas acho que Atlético MG e Grêmio tem times melhores. O Fluminense começou o ano voando revelando dois bons jogadores Equatorianos – Orejuela e Sornoza -, e Richarlison e Wellington em grande forma. Bastou precisar do banco por lesões e o time sucumbiu na decisão do Carioca e na CB. Portanto, o Fluminense tem um bom time quando todos os titulares estão em campo, mas jamais será campeão do CB por não ter elenco forte. Por isso o Palmeiras é favorito, porque é um bom time e um excelente elenco. O Inter pode, para fins de Série B, ter um bom time, mas não tem elenco….basta responder as perguntas – quem é o reserva do D’Alessandro? Quem é o reserva do Dourado?

  2. EDI 3 junho, 2017 at 22:17 Responder

    “”””TIME DAS TARTARUGAS ENFEITADAS””””””.

    ( Existem no Brasil, uns 100 times com jogadores mais rápidos e obejtivos do que os jogadores do INTER..)

    SIM, O NOSSO GLORIOSO INTER, MULTICAMPEÃO MUNDIAL, REBAIXADO POR INCOMPETÊNCIA E SOBERBA DE DIRIGENTES CANALHAS, ARROGANTES E PATIFES DO NAIPE DO PÍFFERO, continua o mesmo de 2016….

    E PENSAR QUE ESSE TIME METIA MEDO NOS ADVERSÁRIOS QUANDO ELES VINHAM JOGAR AQUI! que saudades…

    NÃO GANHOU UMA PARTIDA DO NOVO HAMBURGO esse ano,, NÃO GANHOU DO ABC E ATÉ O POLENTEIRO JUVENTUDE NÃO ACEITA MAIS HOJE EM DIA. OBS: todos esses times citados, são campões de libertadores MUNDIAIS, etc….

    O PRESIDENTE ATUAL, DA MESMA LAIA DOS ANTECESSORES, MONTA TIME COM JOGADORES LENTOS, FRACOS TECNICAMENTE E SEM GARRA NENHUMA ( D’ALESSANDRO ESTÁ pagando seus pecados nesse GRUPÉCO..).

    Demite treinador porque acha que o timéco que ele montou é melhor que o REAL MADRID…É DOSE.

    O GOL DE CABEÇA ( de cabeça??? não! de cabeça, PROMETEMOS DEPOIS DO jogo contra o Palmeiras, que não iríamos tomar esses tipos de gols “BOBOS”!) de empate do juventude, Saiu em cima do ZAGUERINHO DE PARTIDAS BENEFICENTES E DE FINAL DE ANO: O TAL ” LÉO ORTIZ” , o coxa colada de calção SKINY…É dose…O PAULÃO DEIXOU um novo “PUPILO” E LEGADO!

    SUBIR PRA “A “? PARAFRASEANDO SÃO THOMÉ: “Só vendo pra crer…”

  3. Cesar 3 junho, 2017 at 22:57 Responder

    Como disse aqui antes, falta zagueiro e preparo físico.
    Hoje babaram no aquecimento. Herança da comissão técnica anterior e que no meio da temporada vai ser uma barra pra resolver.
    Estamos no fim do poço e não vai ser fácil sair desta.

Deixe uma resposta